Menu

menu

Sua 0KM ESTÁ AQUI!

NA PRÁTICA | 27/06/2020

5 coisas que você precisa saber sobre pneus de motocicleta

Você sabia que pneu bom é pneu novo? Confira essas e outras informações importantes sobre os pneus de sua moto.

5 coisas que você precisa saber sobre pneus de motocicleta

Você provavelmente sabe o quanto os pneus são importantes, certo? Também deve ter noção de que eles interferem diretamente na estabilidade da moto, aderência ao solo e, inclusive, no consumo de combustível.

Essas características dos pneus são bastante conhecidas do grande público, mas listamos algumas informações que nem todo motociclista conhece. Ou, talvez conheça e nem tenha se dado conta da relevância.

Se passou batido, não tem problema. A partir de hoje você vai saber! Veja a seguir 5 coisas que todo motociclista deve saber sobre os pneus de moto. 

1.   Os dois pneus devem ser da mesma marca

Quando precisar trocar um dos pneus da moto, tome cuidado. Sempre dê preferência por peças genuínas. Além disso, o ideal é que ambos os pneus sejam da mesma marca. Outro detalhe fundamental consiste em respeitar as especificações da fabricante em relação às dimensões do pneu. Caso você fique em dúvida sobre o pneu mais indicado para sua moto, converse com um especialista.

2.   Pneu bom é pneu novo

Pneu tem data de nascimento e prazo de validade. A idade do pneu costuma vir sinalizada em sua lateral. São quatro números, sendo que os dois primeiros indicam a semana de fabricação e os dois últimos informam o ano. O pneu pode envelhecer porque rodou muito ou, simplesmente, porque foi fabricado há bastante tempo. Os pneus mais antigos se tornam mais frágeis, a estrutura sofre com a idade e o composto de borracha pode ressecar, favorecendo o surgimento de deformidades e comprometendo características ideais, como aderência.

3.   Pneus estragam se ficarem muito tempo parados

Pneus foram feitos para rodar. Deixar a moto parada por períodos prolongados demais pode resultar em deformação. Isso acontece por conta da pressão constante somente em uma área pequena. Outro fator que pode danificar os pneus é o contato com substâncias que agridem o composto de borracha, é o caso de gasolina e produtos de limpeza abrasivos. Não utilize nada além de água e sabão para lavar os pneus.

4.   Nem todo impacto danifica imediatamente os pneus

Passar pelas bordas de um buraco ou sofrer um impacto forte contra uma pedra ou emenda de asfalto não é sinônimo de perda imediata do pneu, por mais que o obstáculo seja protuberante e você esteja desavisado. Esse tipo de situação realmente ameaça as boas condições dos pneus, entretanto, atualmente eles são desenvolvidos com fibras metálicas e têxteis que resistem até um certo limite de agressão. Só quando esse limite é ultrapassado que a estrutura fica fortemente prejudicada. De modo geral, é possível pilotar devagar até conseguir ajuda. Só não deixe de conferir a intensidade dos danos. Por vezes não há calombos ou rasgos evidentes, mas o comportamento da moto pode alterar após o impacto. Fique atento!

5.   Motos equipadas com pneus com câmara de ar são mais resistentes a furos

Os furos em pneus são cada vez mais raros, entretanto, eles podem ocorrer. As motos equipadas com pneus com câmara de ar (tube type) são mais resistentes nesse sentido. Elas suportam um furo ou até dois furos sem maiores problemas. Já as motos equipadas com pneus sem câmara de ar (tubeless) podem  resistir à pilotagem em baixa velocidade, até a breve substituição do pneu furado. O uso em velocidade média-alta é completamente contraindicado.

Você já sabia dessas informações? Concorda que esse conhecimento é fundamental para uma experiência segura sobre duas rodas? Comente!

 
voltar para noticias

Entre em Contato

Selecione a loja

1