Menu

menu

Sua 0KM ESTÁ AQUI!

NA PRÁTICA | 29/09/2020

Mitos e verdades sobre pneus de motocicleta

Sabia que nem tudo que se ouve por aí a respeito dos pneus é verdade? Descubra quais informações são realmente confiáveis

Mitos e verdades sobre pneus de motocicleta

O pneu é um item importantíssimo na estrutura de uma motocicleta. Ele é  nada mais, nada menos que o ponto crucial de contato entre a moto e o piso, portanto, merece muita atenção.

Quando se trata de pneus, há ainda muitas dúvidas e inverdades sobre o assunto. Para te ajudar a esclarecer as principais questões, preparamos um texto exclusivo com os mitos e verdades relacionados a esse tema. Vem ver!

Quanto mais novos forem os pneus, melhor.

Verdade. Os pneus de fabricação recente e com pouca quilometragem rodada são mais seguros, proporcionam maior estabilidade, geram maior economia de combustível e aumentam as chances de uma boa performance nas pistas.

É possível saber a idade do pneu.

Verdade.Todo pneu original tem na lateral a informação acerca de sua idade. São quatro números localizados perto da sigla DOT, sendo que os dois primeiros algarismos se referem à semana de fabricação e os dois últimos indicam o ano. Por exemplo, se estiver sinalizado 2119, significa que ele foi produzido na 21ª semana de 2019.

O pneu não perde a eficiência a menos que a banda de rodagem esteja desgastada.

Mito.  Mesmo os pneus com banda de rodagem nova podem necessitar de substituição. Isso acontece porque o composto de borracha pode ressecar, fazendo com que o pneu perca suas características ideais, afetando por exemplo, a aderência.

Pneus velhos podem ficar deformados.

Verdade. A estrutura dos pneus também sofre com o passar do tempo, já que o envelhecimento dos materiais pode aumentar a fragilidade dos pneus, favorecendo o surgimento de deformidades. Geralmente isso acontece com motos que permanecem muito tempo paradas, o que provoca pressão constante em áreas específicas.

Devo lavar os pneus com produto especial.

Mito. Pneus devem ser lavados com água e sabão, apenas. Não é uma boa ideia usar produtos químicos e abrasivos para deixá-los brilhantes. Algumas substâncias podem danificar o composto de borracha. Tome cuidado também com o contato do seu pneu com óleo ou gasolina. Ambos também podem estragar o pneu.

Pneus podem resistir a obstáculos pontiagudos.

Verdade. Embora os obstáculos pontiagudos (pedras, emendas no asfalto, bordas de buracos) sejam claramente inimigos dos pneus, a tecnologia está mais desenvolvida e os pneus estão mais resistentes. As fibras metálicas ou têxteis que compõem as carcaças admitem um limite de agressão. Eles costumam se romper apenas se o choque for mais violento. Claro que isso vale para pneus de qualidade.

Não é necessário trocar o pneu em caso de furos e rasgos.

Mito. Quando as agressões ao pneu são tão graves, a ponto de comprometer a estrutura, afetar a resistência e gerar calombos, furos ou rasgos, é indispensável fazer a troca. Em alguns casos, o problema não é visível, mas a moto passa a se comportar de forma diferente depois de algum impacto. Nessa situação, o ideal é procurar a assistência técnica da concessionária para avaliar. Se houver algo estranho, o pneu deve ser substituído o quanto antes.

Furos são raros hoje em dia.

Verdade. Eles podem acontecer, mas os episódios de pneu furado são esporádicos. Em motos com pneus com câmara de ar, se ocorrer um ou dois furos na câmara, é possível continuar rodando. Mais do que isso provavelmente será preciso comprar uma câmara nova. Já nas motos sem câmara, é necessário consertar o pneu apenas para rodar provisoriamente e chegar ao destino. Nesse caso, é indicado andar em baixa velocidade para evitar maiores problemas.

O pneu dianteiro fica desgastado mais rápido.

Mito. O pneu traseiro gasta mais e tende a apresentar danos mais acentuados na região central. Esse desgaste é ainda mais evidente em motos usadas nas rodovias. Assim, é possível notar que o centro da banda de rodagem fica com menos borracha. Um fator bastante prejudicial em pistas molhadas.

A durabilidade dos pneus é variável.

Verdade. A durabilidade dos pneus varia de moto para moto, conforme o tipo do pneu, a tocada, a marca. Os pneus possuem ressaltos entre os sulcos. São indicadores que acusam quando a vida útil chegou ao fim. Aparentemente ele pode demonstrar que ainda está bom, pois o desenho se mantém preservado, mas se você observar a profundidade dos sulcos, notará que o pneu já não possibilita uma boa performance.

Gostou de saber um pouco mais sobre os mitos e verdades em torno dos pneus de moto? Há alguma outra questão que você gostaria de esclarecer? Teremos o maior prazer em responder.

 
voltar para noticias

Entre em Contato

Selecione a loja

1